4.3.10

O prefeito não se consegue conformar com a morte trágica da mulher, Aurora, num acidente de viação. O homem diz que previu o acidente e que até sonhou com um carro a despistar-se na ponte, mas nunca imaginou que a vítima viesse a ser a sua mulher. O prefeito lamenta ter envolvido a mulher na politica e, desesperado, entra no seu gabinete, atira com os papéis todos ao ar e anuncia que se vai despedir. "Não sou mais prefeito! Não sou mais nada!", grita, em estado de choque.

link do postPor Muito Mais, às 14:17  comentar